Nem todo carro híbrido é igual: saiba as diferenças

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


carro híbrido

É fácil ser um carro híbrido. Não há diferença no documento do carro, pois a classificação – e alguns benefícios, como reduções de impostos e a isenção do rodízio) é igual para todos.

Mas desde que, há quase um quarto de século, a Toyota introduziu a forma original de propulsão dupla no Prius (leia avaliação), muita água passou debaixo da ponte. O contexto geral também mudou: o que parecia um vôo para o futuro tornou-se uma real necessidade para os fabricantes, dadas as regulamentações cada vez mais rigorosas em termos de emissões que entram gradualmente em vigor.

Não são capricho de legisladores, mas uma resposta à demanda crescente por maior compatibilidade ambiental nos transportes. Pode-se argumentar interminavelmente sobre a validade da opção escolhida como predominante, a eletrificação, mas o fato é que é o caminho que agora trilhamos, e não há como voltar atrás.

O carro híbrido, hoje, é a ferramenta ideal na fase de transição que vivemos para a mobilidade elétrica plena. Assim, o mercado a adota em larga escala, pois é também a única alternativa plausível ao odiado diesel.

CLIQUE PARA AMPLIAR EM NOVA ABA; FECHE A ABA PARA VOLTAR AQUI

E as marcas se casam com eles mesmo que não seja um matrimônio de longo prazo e dure só até a (estimada) morte dos motores a combustão, em 2035 ou mais. No entanto, há diferentes variações, e nem todas elas seguem o modelo da Toyota (embora ainda seja muito válido): esquematizamos aqui os diferentes tipos de híbridos. Uma explicação mais detalhada sobre híbridos plug-in você lê aqui, enquanto este link mostra os detalhes dos híbridos completos.

LEIA MAIS SOBRE CARROS ELÉTRICOS E HÍBRIDOS:

+Diesel, híbrido, plug-in ou elétrico; qual é o melhor para você?
+Guia de Carros Elétricos: Nissan Leaf, Volvo XC40, C40, Porsche Taycan e Audi e-tron

+Avaliação: mais cupê do que SUV, elétrico Volvo C40 exagera na potência para marcar território
+Avaliação: uma semana de Renault Zoe – carro elétrico vale a pena?
+Seguro para automóveis híbridos e elétricos; confira como funciona
+Avaliação: Volvo XC40 vira SUV elétrico com bom custo-benefício e pegada de esportivo
+Avaliação: Audi RS e-tron GT pode soar falso, mas é ridiculamente rápido
+Primeiro elétrico da Fiat, 500e chega ao Brasil por R$ 239.990
+Carro elétrico traz vantagens, mas não é solução mágica
+Avaliação: Hyundai Ioniq 5, um elétrico incrível, é verdadeira revolução coreana
+Teste de consumo: Corolla Cross Hybrid vs. Corolla Cross 2.0
+Audi e-tron vs. Jaguar I-Pace: os SUVs elétricos que adiantam o futuro
+Carros elétricos mais vendidos do Brasil em 2020: confira o ranking
+Avaliação: Mercedes-Benz EQA, o GLA elétrico que chega ao Brasil em breve
+Avaliação: Volkswagen ID.4 é o Taos do futuro (e já chegou)





Fonte: Motor Show