Mini converte modelos clássicos em elétricos

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Mini clássico elétrico

Hatch pode receber motor elétrico 3 vezes mais potente que o original e bateria com autonomia de até 160 km 

A Mini lançou um serviço de conversão de modelos clássicos em carros elétricos na Europa. Conhecido como ‘restomod’ entre os entusiastas, o conceito permite a transformação de qualquer modelo antigo da marca em um veículo zero emissão de poluentes. A modificação não teve o preço anunciado.

A conversão é realizada na fábrica da Mini em Oxford, na Inglaterra, onde profissionais capacitados removem o motor original a combustão e instalam o motor elétrico, bateria e demais periféricos, mantendo a originalidade do modelo. Segundo a fabricante, as mudanças são reversíveis, já que o motor original de cada veículo é catalogado e armazenado para reutilização futura.

O motor a combustão do Mini clássico, de 40 cv, é substituído por um elétrico de até 122 cv de potência – 3 vezes mais que original. De acordo com a fabricante britânica, a aceleração de 0 a 100 km/h do modelo convertido é feita em cerca de 9 segundos. A energia é fornecida por uma bateria de alta tensão que permite autonomia de 160 quilômetros. O sistema elétrico é compatível com carregadores de 6,6 kW. 

Do lado de dentro, o quadro de instrumentos original é substituído por um novo, com visual retrô, que traz informações atualizadas, como o nível de carga da bateria, a autonomia total e posição de marcha selecionada. Uma das vantagens da conversão do Mini clássico é a possibilidade de circulação por áreas liberadas apenas para veículos elétricos nos centros urbanos europeus.

Vale lembrar que o portfólio atual da Mini traz o Cooper S E, versão 100% elétrica do tradicional hatch. Lançado em 2021 no Brasil, o modelo possui motor de 184 cv de potência e autonomia declarada de apenas 234 km pelo ciclo WLTP. Em nosso teste da vida real, entretanto, conseguimos um alcance projetado de somente 182 km com uma recarga completa.

Fotos: Divulgação



Fonte: Revista Carro