Mercedes-Benz vai disponibilizar novo sistema de condução autônoma

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Foto: Divulgação

A Mercedes-Benz, a partir de 17 de maio de 2022, vai disponibilizar o sistema de condução autônoma Drive Pilot (SAE Nível 3) que pode ser encomendado como opcional para o Classe S e para o EQS na Alemanha.

A tecnologia permite que os motoristas entreguem a tarefa de condução ao sistema, sob certas condições, em situações de tráfego intenso ou congestionamento em trechos de autoestrada adequados na Alemanha até uma velocidade de 60 km/h.

+ Mercedes-AMG e músico Will.I.Am desenvolvem automóvel único
+ BMW e Mercedes vendem empresa de carros compartilhados à Stellantis
+ Mercedes EQS: SUV elétrico de 7 lugares tem autonomia de 660 km
+ Teste rápido: Aceleramos o Mercedes-AMG GLB 35 4Matic na pista
+ Avaliação: Mercedes-Benz GLC combina motor a diesel e conforto

Após ativado, o Drive Pilot controla a velocidade e a distância e orienta o veículo dentro de sua faixa. O perfil da rota, os eventos ocorridos durante o trajeto e os sinais de trânsito são analisados e levados em consideração.

A Mercedes afirma que o sistema também reage a situações de trânsito inesperadas de forma independente, por exemplo por meio de manobras evasivas dentro da pista ou por meio de manobras de frenagem.

Essa condução autônoma baseia-se na tecnologia de detecção do veículo do Pacote de Assistência à Condução e inclui sensores adicionais. Estes incluem principalmente radar, LiDAR (sistema de medição de distâncias baseado na luz) e câmeras, além dos sensores de ultrassom e umidade, que também fornecem dados.

Foto: Divulgação

Base legal

Com a criação da Lei de Trânsito Rodoviário (StVG) para sistemas de nível 3 em 2017, a Alemanha foi o primeiro país a criar uma base legal para o uso desses sistemas.

O regulamento de aprovação técnica com o qual tal sistema pode ser certificado entrou em vigor só no início de 2021. Desde então, ele pode ser implementado na Europa.

A Mercedes diz que é a primeira empresa automotiva do mundo a atender aos exigentes requisitos legais do Regulamento Nº 157 da ONU para um sistema de Nível 3. Em detalhes, isso resulta em requisitos para o veículo e deveres para o motorista: no modo de condução automatizada, o veículo deve dominar a tarefa de direção com segurança e cumprir todas as regras de trânsito.

Vale ressaltar que a companhia oferece sistemas avançados de assistência ao motorista (SAE Nível 2) em seus veículos há anos, que facilitam situações do dia a dia e auxiliam no controle de velocidade e distância, direção ou mudança de faixa, por exemplo.

Homologação nos Estados Unidos

A Mercedes-Benz pretende obter a homologação para os Estados norte-americanos da Califórnia e Nevada até o final do ano, desde que a situação legal permita a operação do sistema.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ CNH: maio é o último mês para grupo renovar habilitação vencida; veja
+ Contran vai beneficiar motoristas que não cometerem infração por 1 ano
+ Teste rápido: ao volante do Macan 2023, o Porsche mais barato no Brasil
+ Teste Rápido: Renault Kwid elétrico, o mais barato do Brasil, é ágil e não precisa de carregador especial
+ Preço da gasolina chega a quase R$ 9; confira onde está mais caro
+ Avaliação: domando os 1.904 cv do Pininfarina Battista, carro elétrico com 0-100 em menos de 2 segundos
+ Preços dos sedãs seminovos aumentam até 21% em 2022; veja o ranking
+ IPVA SP 2022: 4ª parcela vence em maio; confira as datas
+ Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas





Fonte: Motor Show