Hamilton diz que quer ‘esquecer’ GP de São Paulo após fraco rendimento da Mercedes


Apesar da festa da torcida brasileira e do carinho dos fãs, Lewis Hamilton saiu desanimado do GP de São Paulo de Fórmula 1, neste domingo. O piloto inglês ficou mais uma vez incomodado com o fraco rendimento de sua Mercedes. E disse que quer “esquecer” o que aconteceu na pista nos três dias do evento realizado no Autódromo de Interlagos.

“É um (GP) para esquecer. Mas espero que tenhamos obtido muitos aprendizados hoje”, declarou o heptacampeão mundial, que terminou em oitavo. “Havia muita inconsistência ao longo de uma volta. Precisamos descobrir o que está acontecendo. Estamos muito devagar nas retas e também nas curvas, quase deslizando o carro nas curvas…”

+ Mike Elliott deixa cargo de diretor da Mercedes após parceria de 11 anos na F-1
+ Verstappen ganha GP de São Paulo de F-1 marcado por emoção no começo e no fim

Hamilton tinha boas expectativas para a corrida brasileira, onde costuma se sentir em casa. Em entrevista exclusiva ao Estadão, ele havia afirmado que acreditava em manter o ritmo que exibira nas duas últimas etapas, disputadas no México e em Austin, nos Estados Unidos. Nos dois casos, terminou a corrida em segundo lugar, embora tenha sido desclassificado na etapa americana por uma questão técnica do seu carro.

A expectativa, contudo, não encontrou a realidade, desde o único treino livre do fim de semana, já na sexta-feira. No sábado, ele sofreu com a instabilidade de sua Mercedes durante a corrida sprint. Neste domingo, as dificuldades foram um pouco menores, mas mesmo assim incomodaram o experiente piloto.

“Não foi tão desastroso quando a sprint ontem. Quando terminei a corrida de ontem, eu literalmente não tinha mais pneus. Eles foram desgastados a zero. Hoje sinto que pilotei melhor em termos de gestão de pneus ao máximo da minha habilidade, mas o carro simplesmente… Havia momentos em que parecia funcionar e outros em que não funcionava bem.”

O GP deste domingo foi negativo de forma geral para a Mercedes. O britânico George Russell, companheiro de Hamilton na Mercedes, sequer completou a prova. Problemas técnicos fizeram o jovem piloto abandonar na metade final da corrida.

Em termos de pontos, Hamilton também deixa a corrida brasileira de forma negativa. Em sua disputa direta pelo vice-campeonato, ele viu o rival mexicano Sergio Pérez, ampliar a vantagem. O piloto da Red Bull, que terminou a corrida em quarto, tem agora 258 pontos, contra 226 do inglês.





Motor Show