Ford Ranger Splash ressurge, mas sem seu maior charme

0
28


Aqui no Brasil, três picapes médias dos anos 1990 tem lugar especial no coração dos fãs: Chevrolet SS10, Dodge Dakota e Ford Ranger Splash. Cada uma com sua abordagem diferente, a Ranger Splash é uma das mais valorizadas e queridas justamente por conta do seu visual único. Por isso, a Ford reeditou a versão especial nos EUA, mas sem seu maior charme.

Originalmente, a Ranger Splash dos anos 1990 era cabine simples e tinha a caçamba com formato diferente. A área útil era menor, mas os para-lamas ficavam bem marcados como em caminhonetes mais antigas. Era seu grande chamariz e diferencial em relação às rivais. Algo que a nova edição não traz.

Para evocar o espírito da Ranger Splash original, a versão 2022 traz pintura amarela especial com adesivos pretos na lateral e na caçamba. Os para-choques recebem acabamento preto brilhante, usado também na grade frontal que ainda traz filetes amarelos. Novas rodas de 18 polegadas com pintura preta complementam o visual da Ranger.

Ford Ranger Splash [divulgação]
Ford Ranger Splash [divulgação]

A cabine, sempre dupla na Ranger Splash 2022, é recheada com couro preto com costuras amarelas nos bancos, volante, manopla de câmbio e no painel. Há detalhes em cobre nas saídas de ar, manopla de câmbio e maçanetas. Fora isso, a Ranger segue com o mesmo visual de sempre.

Custo e motor

O grande truque é que a Ranger Splash não será uma versão, mas sim um pacote opcional. Por US$ 1.495 (R$ 7.703), ele pode ser adicionado às versões XLT (US$ 34.995 ou R$ 180.290) e Lariat (US$ 39.035 ou R$ 201.108), sempre com tração 4×4. O visual Splash ainda pode ser combinado aos pacotes FX2 ou FX4.

Ford Ranger Splash [divulgação]
Ford Ranger Splash [divulgação]

Vale lembrar que nos EUA a Ford Ranger é vendida única e exclusivamente com motor 2.0 EcoBoost de 273 cv e 42,8 kgfm de torque. Ao contrário das versões brasileiras que só bebem diesel, a Ranger americana é movida a gasolina. O câmbio é automático de dez marchas, o mesmo do Bronco Sport e do Mustang.

>>Maverick chega ao Brasil em 2022 para brigar com a Fiat Toro

>>Ranger Black: urbana, elegante e bom custo-benefício | Avaliação

>>Ford Ranger Storm é custo benefício para estrada e terra – Avaliação



Fonte: Revista Carro