Financiamento de usados com mais de 12 anos cresce 78,2%

0
16


Carros usados lojas Foto: Gustavo de Sá

Venda a prazo teve alta no primeiro semestre de 2021 de modo geral, mas crescimento foi muito maior entre os usados com mais de 12 anos de uso

O volume de veículos financiados no primeiro semestre de 2021 cresceu 26% se comparado com o mesmo período de 2020, revelam os dados divulgados pela B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG). O incremento nas vendas a prazo de veículos leves novos foi de 10,6%, enquanto no caso dos carros usados a alta foi de 52,4% (entre 9 e 12 anos de uso), chegando a 78,2% nos modelos com mais de 12 anos de uso.

Somando todos os segmentos, o volume total de licenciamentos em 2021 é de 2,9 milhões de unidades, entre novos e usados, incluindo autos leves, motos e pesados.

“No primeiro semestre do ano passado, o mercado foi bastante impactado pelo início da pandemia do coronavírus e apresentou queda expressiva no número de financiamentos de veículos. Os valores atuais estão bastante próximos aos do primeiro semestre de 2019, quando também foram registrados 2,9 milhões de financiamentos”, afirma Tatiana Masumoto Costa, superintendente de Planejamento da B3.

Ao analisar o segmento de motos, junho registrou 87 mil financiamentos, o que representa crescimento de 64,5% comparado a junho de 2020, quando foram realizados 53 mil financiamentos. Considerando o volume total, as compras a prazo somaram 516 mil unidades, alta de 33,8%.

LEIA MAIS: Confira nossa área de clássicos no site, os Carros na História

Veja o balanço do primeiro semestre de 2021:

Vendas a prazo geral (novos e usados, incluindo motos, autos leves e pesados): 2,9 milhões de unidades, alta de 26% sobre o mesmo período de 2020

Vendas a prazo leves novos: alta de 10,6% em relação ao primeiro semestre de 2020

Vendas a prazo leves usados (9 a 12 anos de uso): alta de 52,4% em relação ao primeiro semestre de 2020

Vendas a prazo leves usados (+12 anos de uso): alta de 78,2% em relação ao primeiro semestre de 2020

Foto: Gustavo de Sá



Fonte: Revista Carro