Fiat 500e ganha edição (RED) em parceria com Bono Vox

0
14


Fiat 500e (RED)

Nova versão para a Europa apoia instituição humanitária que auxilia no combate a doenças como a Aids e a Covid-19

A Fiat apresentou, na Europa, a edição especial (RED) para o 500e. Criada em parceria com a organização humanitária fundada por Bono Vox, vocalista da banda U2, a nova versão do subcompacto elétrico traz pintura externa na cor vermelha e itens exclusivos na cabine.

Por fora, além da pintura, a cor vermelha aparece nos emblemas e frisos. Do lado de dentro, o banco do motorista vem inteiramente em vermelho, enquanto os demais lugares trazem revestimento preto. Opcionalmente, o hatch pode vir com todos os bancos na cor vermelha ou preta, com logotipo 500 (RED) contrastante. Além do compacto elétrico, a série especial estará disponível para os demais modelos da família, incluindo o 500 a combustão, 500X (SUV) e 500L (monovolume).

Todos os modelos 500 (RED) são equipados com filtro de ar-condicionado exclusivo, que contém substância biocida com eficácia de até 99,9% contra aerossóis, vírus e bactérias. As peças e superfícies da cabine com as quais os ocupantes mais entram em contato, como volante, bancos e porta-malas, foram submetidas a um tratamento antimicrobiano também com eficácia de até 99,9%. O hatch também vem de série com um kit de boas-vindas, contendo higienizador de mãos, capa exclusiva de chave e uma carta assinada por Olivier François, CEO da Fiat, e Bono Vox.

Lançado recentemente no Brasil, o Fiat 500e traz motor 100% elétrico, dianteiro, com 118 cv (87 kW) de potência e 22,4 kgfm de torque. Segundo dados de fábrica, o subcompacto é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 9 segundos. Com bateria de íons de lítio de 42 kWh de capacidade, possui autonomia homologada de 320 km. 

A (RED), que utiliza a cor da emergência, foi fundada por Bono e Bobby Shriver em 2006 para transformar as empresas numa unidade de combate à pandemia de Aids. Atualmente, também capta recursos para enfrentar a pandemia de Covid-19. A organização humanitária já gerou cerca de 700 milhões de dólares para o Global Fund, ajudando mais de 220 milhões de pessoas em todo o mundo. O dinheiro angariado é encaminhado para o reforço dos sistemas de saúde nas comunidades onde as pandemias atingem com maior intensidade.

Fotos: Divulgação



Fonte: Revista Carro