F1 continua com outra corrida de rua

O Grande Prêmio do Azerbaijão no fim de semana passado não teve tanta emoção, mas os fãs de F1 esperam que o GP de Miami seja diferente. O problema é que será outra corrida de rua.

Esta é a segunda vez que a F1 desembarca em Miami depois que o evento foi introduzido no calendário no ano passado e, embora a corrida em si tenha pouca ação, foi incrível ver a F1 finalmente abrir novos caminhos nos Estados Unidos depois de literalmente décadas de tentativas.

Prognóstico para GP de Miami:

GP de Miami: F1 continua com outra corrida de rua

Veja mais: VW Golf R foi apresentado pela montadora em um teaser

A F1 também volta em novembro para o Grande Prêmio de Las Vegas. Tudo isso graças à Netflix e ao Drive to Survive por isso. A produção fez tanto sucesso que o MotoGP também fará uma produção na tentativa de garimpar mais fãs.

Voltando para o GP de Miami, Max Verstappen lidera o campeonato com seis pontos de vantagem sobre o companheiro de equipe Sergio Perez, cuja vitória na última vez rendeu duas vitórias cada para a dupla da Red Bull em uma luta pelo título que já parece uma corrida de dois cavalos.

Atrás deles (e queremos dizer muito longe) Ferrari, Aston Martin e Mercedes parecem muito iguais, enquanto a McLaren e a Alpine esperam que as atualizações recentes possam trazer para casa uma quantidade decente de pontos e dar o pontapé inicial em suas temporadas.

Quem vai ganhar o GP de Miami?

Foram quatro corridas até agora e a Red Bull venceu todas elas. E por alguma margem relevante. Então isso meio que sugere que esta corrida é de Max Verstappen ou Sergio Perez.

Ambos os pilotos conquistaram duas vitórias cada até agora nesta temporada e, embora o holandês tenha vencido em Miami no ano passado, há algo sobre seu companheiro de equipe mexicano e circuitos de rua que combinam como Ross e Rachel. Portanto, este é um ponto a ser considerado.

A menos que tenhamos muita sorte, nada sobre o traçado da pista ou as evidências da corrida do ano passado sugere que o GP de Miami será tão fascinante. E especialmente com os pilotos começando a reclamar mais abertamente que os carros deste ano são mais difíceis de ultrapassar do que os do ano passado.

Fonte: Portal R7