Documento de transferência de carro pode ser impresso em casa; veja

0
17


Foto: Pexels

O Detran-SP disponibilizou a partir do dia 18 de janeiro deste ano a Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital (ATPV-e), que pode ser impressa em casa. A nova medida foi definida na Resolução Federal 809/2020, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A Resolução tem como objetivo unificar todas as informações sobre veículos em um único documento. Assim, dados sobre a propriedade e sobre o licenciamento do veículo ficam reunidos no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo em meio digital (CRLV-e).

+ Detran-SP anula 127 mil processos de suspensão de dirigir por excesso de pontos; Saiba como funciona o novo CTB
+ Detran de SP lista melhores (ou piores) desculpas para fugir da Lei Seca

Porém, todos os CRVs (documento de propriedade do veículo) expedidos em papel moeda continuam válidos e deverão ser mantidos para utilização em uma futura transferência de propriedade.

Já os proprietários de veículos registrados a partir de 4/1/2021 deverão solicitar a expedição da Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital (ATPV-e), quando efetivamente for confirmada uma transação comercial de compra/venda.

 O que mudou? 

Para os veículos registrados a partir de 4 de janeiro, o Detran-SP expedirá somente o CRLV-e, em formato digital. A ATPV, que antes vinha em branco, no verso do CRV, a partir de agora será expedida apenas quando o proprietário for vender o veículo.

Neste caso, o proprietário solicita junto ao Detran-SP, presencialmente ou por meio do portal ou aplicativo do Poupatempo, a expedição do documento de transferência digital informando os dados do comprador.

Com a versão impressa da ATPV-e, o comprador e o vendedor devem fazer obrigatoriamente o reconhecimento de firma no cartório e efetivação da transferência no Detran-SP.

Como solicitar a ATPV-e no aplicativo Poupatempo Digital?

A solicitação pode ser realizada no aplicativo do Poupatempo. Veja o passo a passo abaixo:

1º- Com o download do aplicativo realizado, o interessado deve cadastrar o veículo na plataforma informando o número da placa e do Renavam.

2º- Para solicitar a ATPV-e, o cidadão deve clicar em “Serviços”, depois em “Veículos” e em “Registro e Transferência”.

3º- O condutor seleciona “Transferência de Veículos” e escolhe a opção “ATPV-e-Aviso de Transferência de Veículo” para selecionar o veículo que deseja transferir.

4º- Na sequência, é preciso preencher todos os campos solicitados com os dados do veículo, depois do vendedor, e por fim, do comprador.

5º- Após aceitar os termos e finalizar, é só imprimir o PDF gerado. Lembrando que é obrigatório assinar o documento e reconhecer firma em cartório, tanto do comprador quanto do vendedor. 

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ BYD lidera as vendas globais de veículos elétricos
+ Avaliação: Fiat 500e, o ícone foi eletrificado
+ Scania abre 60 vagas de estágio; veja como se inscrever
+ Conheça o carregador de carro elétrico mais rápido do mundo: 15 minutos
+ Jeep tem melhor trimestre da história em participação de mercado
+ Leilão desta sexta tem Porsche e Land Rover; descontos chegam até 70%
+ Chevrolet exibe primeiro teaser da picape elétrica Silverado; assista
+ Nissan terá novo turno e mais 578 vagas em Resende para suprir Kicks
+ General Motors quer dobrar suas receitas anualmente; veja as metas
+ Preço médio da gasolina sobe e atinge R$ 6,30; etanol não é vantajoso





Fonte: Motor Show