Detran vai aumentar as fiscalizações de veículos em SP em 16%; entenda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Foto: Divulgação

Durante o Maio Amarelo, mês voltado a campanhas educativas de trânsito, o Detran.SP vai aumentar em 16% as fiscalizações na Operação Direção Segura Integrada (ODSI).

Estão previstas 33 blitze no Estado de São Paulo. Vale lembrar que em abril, 28 operações foram realizadas.

Segundo a autarquia, o objetivo das ações é prevenir e reduzir a quantidade de acidentes e mortes por conta do consumo de álcool combinado com direção.

Além do Detran.SP, as fiscalizações, integram também equipes das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica, e serão realizadas nas noites de sexta, sábado e madrugadas de domingo.

+ IPVA SP 2022: 4ª parcela começa a vencer nesta quarta; confira as datas
+ Saiba tudo sobre o licenciamento de veículos em SP, como datas e preço
+ CNH: maio é o último mês para grupo renovar habilitação vencida; veja
+ Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

Autuações e abordados em abril

Na Operação Direção Segura Integrada realizada em abril, 10.899 veículos foram abordados. Os dados mostram que 88% das multas aplicadas foram dadas a motoristas que se recusaram a fazer o teste do etilômetro (bafômetro).

De um total de 515 autuações registradas, 457 envolveram esse tipo de infração e 12 foram enquadradas em crime de trânsito, quando o condutor apresenta mais de 0,34% miligramas de álcool por litro de ar expelido.

No mês passado, a quantidade de motoristas que se recusaram a soprar o equipamento foi 3% superior a registrada em março. Na ocasião, das 426 infrações contabilizadas, 373 foram para condutores que não fizeram o teste.

Multa

Tanto dirigir sob a influência de álcool quanto recusar-se a soprar o bafômetro são consideradas infrações gravíssimas, de acordo com os artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O motorista que for flagrado alcoolizado ou que se recusar a fazer o teste do bafômetro será multado em R$ 2.934,70. No caso de reincidência no período de 12 meses, a pena será aplicada em dobro, ou seja, R$ 5.869,40, além da cassação da CNH.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ CNH: maio é o último mês para grupo renovar habilitação vencida; veja
+ Contran vai beneficiar motoristas que não cometerem infração por 1 ano
+ Teste rápido: ao volante do Macan 2023, o Porsche mais barato no Brasil
+ Teste Rápido: Renault Kwid elétrico, o mais barato do Brasil, é ágil e não precisa de carregador especial
+ Preço da gasolina chega a quase R$ 9; confira onde está mais caro
+ Avaliação: domando os 1.904 cv do Pininfarina Battista, carro elétrico com 0-100 em menos de 2 segundos
+ Preços dos sedãs seminovos aumentam até 21% em 2022; veja o ranking
+ IPVA SP 2022: 4ª parcela vence em maio; confira as datas
+ Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas





Fonte: Motor Show