Avaliação: Jeep Compass Sport 2022 e a relação custo-benefício

0
54


Jeep Compass Sport T270
Foto: Divulgação

Na hora de comprar um automóvel 0km, é importante analisar a relação custo-benefício. E o Jeep Compass Sport 2022 revela que de “versão de entrada” não tem nada. Ao contrário. Por iniciais R$ 143.490 (R$ 148.264 para São Paulo), ela oferta um recheado pacote de série junto do novíssimo motor 1.3 16V turbinado.

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Conheça o Jerrari, um bizarro misto de Ferrari e Jeep Wagoneer criado nos anos 1960
+ Jeep oferece para-brisa com vidro de iPhone para Wrangler e Gladiator
+ Mopar lança linha de óleo para Fiat e Jeep fora da garantia

É um valor alinhado ao do Toyota Corolla Cross XR, que cobra R$ 146.590 (R$ 151.790 para São Paulo) e o SUV da Jeep é mais em conta em relação ao Honda HR-V Touring (R$ 157.100/R$ 162.990 para SP).

Entre os itens, estão presentes os faróis Full-LED com assinatura em LED, a entrada/partida sem chave, os seis airbags (frontais, laterais e de cortina), o assistente de partida em rampas, o freio de estacionamento elétrico, o monitoramento da pressão dos pneus e os controles eletrônicos de tração/estabilidade/anti-capotamento, para citar.

O visual do Jeep Compass 2022 passou a exibir um visual com o para-choque frontal redesenhado, enquanto a traseira trouxe as lanternas com o arranjo interno revisto. O habitáculo também mudou oferecendo o painel e as laterais de portas reformulados.

O multimídia na configuração Sport é de 8,4” ao invés de 10,1” das versões mais caras. Mesmo assim, há conectividade Android Auto/Apple CarPlay sem fio.

A boa posição de dirigir é atribuída aos comandos bem posicionados à mão e a coluna de direção ajustável em altura/profundidade. Ainda é elogiável o isolamento acústico da cabine, assim como o ar-condicionado de duas zonas e as tomadas USB-A e USB-C destinadas ao motorista/carona.  

Jeep Compass Sport T270
Jeep Compass Sport T270

Quem viaja atrás dispõem de tomadas USB/12V, saída de ar dedicada e bom espaço para as pernas/joelhos/cabeça por conta da carroceria com 2,636 m de entre-eixos e 1,632 m de altura. O SUV ainda tem uma quantidade bacana de porta-objetos, incluindo um sob o assento do carona.

Contudo, o revestimento em couro é um opcional de R$ 2.500 (R$ 2.583 para São Paulo). O porta-malas do Jeep Compass Sport 2022 acomoda 476 litros e é maior comparado ao do Toyota Corolla Cross XR (440) e inferior frente ao do Volkswagen Taos Comfortline (498), para comparar.

Motor turbo agrada pela dirigibilidade acertada
Foto: Divulgação

A vinda do propulsor de quatro cilindros 1.3 16V turbinado, batizado de T270 (o número faz referência ao torque), fez muito bem ao Jeep Compass 2022. Afinal, agora estão disponíveis até 185 cv de potência e 27,53 kgfm de torque, quando abastecido com etanol.

Só para lembrar, o antigo Jeep Compass Sport (confira a nossa avaliação) emprega a unidade 2.0 Tigershark de 166 cv e 20,5 kgfm, rodando com o combustível vegetal no tanque.

Com 1.504 kg contra 1.585 kg da versão Longitude avaliada anteriormente por Motor Show (confira aqui), aparece uma relação peso-potência de 8,1 kg/cv e peso-torque de 54,7 kgfm – no “irmão” mais equipado é de 8,56 kg/cv e de 57,6 kg/kgfm.

+ Jeep confirma nome Commander para novo SUV de sete lugares
+ Carros da Fiat, Ram e Jeep podem ser pagos em soja; saiba como
+ Segredos: “Baby Renegade”, o novo SUV da Jeep, e mais novidades sobre o futuro da Stellantis
+ Motor Show testa os novos SUVs: Ford Mustang Mach-E, Jeep Compass 2022 híbrido, VW ID.4 e muito mais

Ainda falando de números, o Jeep Compass Sport 2022 acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos e crava 207 km/h rodando – ou 9,3 segundos e 206,5 km/h no Longitude, ambos com etanol.

O propulsor GSE (sigla para Global Small Engine) está casado ao câmbio automático de seis marchas para transmitir um desempenho bacana e é possível realizar trocas manuais somente pela alavanca. Há força desde os baixos giros e o SUV vence a imobilidade sem dificuldades.

Com a tecla Sport acionada o comportamento do utilitário esportivo médio muda ao passo que as mudanças de marchas são realizadas em rotações mais altas.

E para poupar combustível/baixas emissões está presente o Start-Stop, que desliga momentaneamente o motor, como nos semáforos, e atua de forma suave, seja ao desligar quanto religar o bloco de quatro cilindros. Segundo o Inmetro, o Jeep Compass Sport 2022 crava um consumo urbano de 10,5 km/l (gasolina) e de 7,4 km/l (etanol). Já nos trajetos rodoviários, as médias são de 12,1 km/l e de 8,7 km/l, respectivamente. 

A direção assistida eletricamente é leve e direta ao esterço, enquanto os freios com discos ventilados de 305 mm no eixo dianteiro e atrás sólidos de 278 mm possuem uma atuação progressiva. Tanto na cidade quanto na estrada as suspensões cumprem o papel de assegurar o conforto dos até cinco passageiros. Elas são independentes na dianteira e na traseira para assegurar uma dinâmica bacana quanto baixa rolagem da carroceria nas curvas contornadas mais rapidamente.

Jeep Compass Sport T270
Os discos frontais são ventilados com 305 mm (Foto: Divulgação)

As rodas de 17” calçam pneus Pirelli Scorpion Verde All Season (20% off-road e 80% on-road) de medidas 225/60 e eles se saem melhor nos buracos ou nos demais remendos do asfalto frente aos “borrachudos” 225/55 R18 da configuração Longitude.

Aliás, o SUV não enrosca nas valetas/lombadas e até possibilita estripulias no fora-de-estrada devido aos ângulos de entrada (20,9º), de saída (31,4º) e da boa altura em relação ao solo de 20,9 cm. Na opção Longitude é de 21,5º, 30,7º e 20,5 cm, respectivamente.

O conforto nos congestionamentos fica pela função Auto Hold (mantém o veículo freado sem a necessidade de pressionar o pedal de freio) ao passo que a tarefa de manobrar em locais apertados é facilitada pelo raio de giro de 11,3 m e os sensores de estacionamento traseiros.

O Jeep Compass Sport 2022 pode ser uma “versão de entrada”, mas com uma relação custo-benefício para lá de vantajosa. E soma-se à isso o desempenho proporcionado pelo novo motor T270.


FICHA TÉCNICA
JEEP COMPASS SPORT T270
Preço básico: R$ 143.490 (R$ 148.264 em SP)
Carro avaliado: R$ 147.890 (R$ 152.810 em SP)

Jeep Compass Sport T270
Motor: quatro cilindros em linha 1.3, 16V, duplo comando variável, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1332 cm3
Combustível: flex
Potência: 180 cv (g) e 185 cv (e) a 3.750 rpm
Torque: 27,53 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio: automático, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: Macpherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,404 m (c), 1,819 m (l), 1,632 m (a)
Entre-eixos: 2,636 m
Pneus: 225/60 R17
Porta-malas: 476 litros
Tanque: 60 litros
Peso: 1.504 kg
0-100 km/h: 8s9 (g) e 8s8 (e)
Velocidade máxima: 204,5 km/h (g) e 207 km/h (e)
Consumo cidade: 10,5 km/l (g) e 7,4 km/l (e)
Consumo estrada: 12,1 km/l (g) e 8,7 km/l (e)
Emissão de CO2: 123 g/km
Com etanol = 0 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: A (Utilitário esportivo grande)

Mais na Motor Show

+ Bugatti passa a formar nova empresa com a Rimac
+ Comparativos históricos (2011): Renault Fluence vs. Nissan Sentra
+ Preço da gasolina subiu 25,48% no 1º semestre
+ Youtubers criam Honda Civic movido a pedaladas
+ Fiat apresenta a linha 2022 do sedã Cronos
+ Conheça o Volkswagen Quantum 4X4 que os alemães tiveram nos anos 1980

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus “o besouro indestrutível”
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel





Fonte: Motor Show