Avaliação: Jeep Compass Longitude TD350 4×4 é SUV para aventuras longe do shopping

0
24


Jeep Compass Longitude TD350
Foto: Roberto Assunção

Depois de avaliarmos o Jeep Compass 2022 nas configurações Sport e Longitude T270 turboflex, que inclusive participou do nosso comparativo contra os rivais Toyota Corolla Cross XRE e Volkswagen Taos Highline (leia aqui), agora embarcamos na versão Longitude TD350 4×4.

Ela custa iniciais R$ 206.990 (ou R$ 213.966 em São Paulo) e sob o capô traz a conhecida motorização 2.0 turbodiesel, a qual está presente no SUV desde o lançamento em 2016 e também encontrada nas opções Limited TD350 4×4 e Trailhawk TD350 4×4 (confira qual a melhor versão do Jeep Compass 2022 no blog “Sobre Rodas” do editor Flávio Silveira).

Embora sem novidades nos números de desempenho, ela foi renomeada para TD350 (em alusão ao torque de 35,7 kgfm) e recebeu o sistema SCR de pós-tratamento de gases de escape em antecipação às normas do Proconve L7. Essa combinação de propulsor 2-litros e tração 4×4 garante robustez ao utilitário esportivo médio, sendo uma opção aos consumidores que encaram longos trajetos rodoviários ou até mesmo um fora-de-estrada leve nos finais de semana. O Ford Bronco Sport Wildtrak (leia avaliação aqui) até transmite a mesma pegada e possui um 2.0 turbo a gasolina de 240 cv.

Visual repaginado por dentro e por fora

O Jeep Compass é um case de sucesso e, de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), no ano passado, foram 52.966 unidades licenciadas. No entanto, era hora de mudar para seguir atraindo a atenção dos consumidores.

O banho de loja trouxe um visual renovado exibindo os faróis principais/de neblina e as lanternas Full LED em toda a linha, o novo para-choque frontal, enquanto as rodas de 18” redesenhadas vestem pneus de medidas 225/55. Já ao abrir a porta, os ares de frescor da cabine surgem por todos os lados, com destaque para o painel atualizado, assim como as laterais de portas e o console central, além da inclusão das entradas USB-A e USB-C.  

A central multimídia de 10,1” possui conectividade Android Auto/Apple CarPlay sem fio, navegador embarcado e a tecnologia Adventure Intelligence Plus capaz de informar a localização do veículo, a vida da bateria, a verificação da pressão dos pneus, o nível de óleo e de combustível, o travamento/destravamento das portas, para citar. Já o quadro de instrumentos têm velocímetro/conta-giros analógicos e uma tela TFT de 7” ao centro. Na versão Longitude TD350, o banco do motorista não é ajustado eletricamente. 

+ Avaliação: Com motor 1.3 turbo, Jeep Compass 2022 surpreende ao volante
+ Avaliação: já aceleramos o novo Jeep Compass 2022 na versão híbrida 4×4 de 240 cv
+ Comparativo: Jeep Compass vs. Peugeot 3008, Honda HR-V e VW T-Cross
+ Veja 5 SUVs premium seminovos pelo preço de um Jeep Compass turbo

Construído sobre a plataforma LWB (a mesma da picape monobloco Fiat Toro) aparecem 4,404 m de comprimento, 1,819 m de largura, 1,640 m de altura e 2,636 m de entre-eixos assegurando bom espaço aos até cinco ocupantes e para as pernas/joelhos de quem viaja atrás. O porta-malas é de 476 litros.

Comparativo de medidas:
Toyota Corolla XRX Hybrid: 4,460 m (c), 1,825 m (l), 1,620 m (a), 2,640 m (entre-eixos) e 440 litros (porta-malas); 
Volkswagen Taos Highline: 4,461 m (c), 1,841 m (l), 1,626 m (a), 2,680 m (entre-eixos) e 498 litros (porta-malas). 

Coração valente

O motor 2.0 turbodiesel casado ao câmbio automático de nove marchas entrega saudáveis 170 cv de potência e 35,7 kgfm de torque logo a partir dos baixos giros. É uma receita que assegura um comportamento ágil tanto na cidade quanto na estrada, mas o barulho do propulsor invade ligeiramente a cabine, seja nas acelerações ou nas retomadas. E lado a lado com a versão Longitude T270, o Jeep Compass Longitude TD350 é 175 kg mais pesado.

Dirigindo a constantes 80 km/h, a agulha do conta-giros repousa pouco acima de 1.500 rpm e as trocas sequenciais são realizadas pelas borboletas atrás do volante ou na alavanca. Aliás, ainda está disponível a função Sport, que faz as trocas em rotações mais altas, e palmas para o excelente trabalho da caixa automática. Durante nossa avaliação, esse conjunto mecânico permitiu cravar médias rodoviárias de até 15,7 km/l guiando de maneira comedida.

Como falamos anteriormente, a linha 2022 do Jeep Compass a diesel ganhou o sistema de pós-tratamento dos gases de escape em antecipação às normas do Proconve L7.  Segundo o fabricante, é necessário a utilização do aditivo ARLA32 e a autonomia é de aproximadamente 10.000 km. 

A direção assistida eletricamente é precisa ao esterço e possui o peso ideal ao trafegar mais apressadamente. Também ajuda na dinâmica as suspensões independentes nas quatro rodas garantindo bom controle e sem a carroceria demonstrar a tendência de rolar além da conta nas curvas contornadas mais rapidamente. Apesar das rodas 18”, elas calçam pneus Pirelli Scorpion com perfil 55 para não sacrificar o conforto em nosso asfalto.

Jeep Compass Longitude TD350
As rodas de 18″ com pintura escurecida fazem parte do pacote opcional Pack 80 anos (Foto: Roberto Assunção)

Na hora de passar por valetas/lombadas ou ir ao fora-de-estrada, o ângulo de entrada é de 30,3º, enquanto o de saída (32,1º) e a altura em relação ao solo de 21,9º. Nessas situações de off-road, o Jeep Compass Longitude TD350 4×4 ainda possui o seletor de terrenos com os modos Auto, Neve, Areia/Barro, o bloqueio do diferencial, a marcha reduzida e o assistente de descida.

Itens de série e opcionais

O Jeep Compass Longitude TD350 4×4 sai por iniciais R$ 206.990 (ou R$ 213.966 em São Paulo) e, entre os itens de série, oferta um pacote recheado trazendo coluna de direção ajustável em altura/profundidade, chave presencial, controles eletrônicos de tração/estabilidade/anticapotamento, câmera de ré, isofix para fixação de bancos infantis, assistente de partidas em rampas, controlador de velocidade, sensor de chuva/de ré, função Auto Hold (mantém o carro freado sem a necessidade de pressionar o pedal de freio) e monitoramento da pressão dos pneus, por exemplo.

Estão disponíveis dois pacotes opcionais escolhidos separadamente. O primeiro é o revestimento dos bancos em couro Steelgrey (R$ 1.600 ou R$ 1.654 para São Paulo) e o outro chamado de Pack 80 anos (R$ 8.000 e R$ 8.270 para SP), que atribui um visual escurecido ao SUV e a inclusão dos equipamentos Park Assist, carregador de smartphone por indução, som da Beats composto por oito alto-falantes mais subwoofer e 506W de potência sonora, retrovisores com rebatimento automático e partida remota.

Jeep Compass Longitude TD350
O carregador de smartphone por indução é um item do pacote Pack 80 anos cobrado à parte (Foto: Roberto Assunção)

Assim, um Jeep Compass Longtude TD350 4×4 completinho e na cor perolizada branco Polar não sai por menos R$ 217.390 (R$ 224.717 preço São Paulo). Ainda assim, sai mais barato que o Ford Bronco Sport Wildtrak – que, de acordo com o site do fabricante do oval azul, custa a partir de R$ 264.690.


FICHA TÉCNICA

JEEP COMPASS LONGITUDE TD350 4X4
Preço básico: R$ 206.990 (R$ 213.966 para São Paulo)
Carro avaliado: R$ 217.390 (R$ 224.717 para São Paulo)

Jeep Compass Longitude TD350 4×4
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta
Cilindrada: 1956 cm3
Combustível: diesel
Potência: 170 cv a 3.750 rpm
Torque: 35,7 kgfm a 1.750
Câmbio: automático sequencial, nove marchas
Direção: elétrica
Suspensão: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t) 
Tração: integral, com reduzida
Dimensões: 4,404 m (c), 1,819 m (l), 1,640 m (a)
Entre-eixos: 2,636 m
Pneus: 225/55 R18
Porta-malas: 476 litros
Tanque: 60 litros
Peso: 1.760 kg
0-100 km/h: 10s7
Velocidade máxima: 198 km/h
Consumo cidade: 10,3 km/l
Consumo estrada: 13,5 km/l
Emissão de CO2: 172 g/km
Nota do Inmetro: D
Classificação na categoria: B (utilitário esportivo grande 4×4) 


Mais na Motor Show 

+ Nova geração: Toyota lança picape Tundra nos EUA que reboca 5,4 toneladas; assista
+ Shineray lança moto utilitária ‘SH 125 Worker’ por R$ 7,2 mil
+ Contestação de multas: saiba como recorrer às autuações em SP
+ BMW i4 e iX: lançamentos europeus são confirmados para o Brasil
+ Valorizados: confira 10 veículos seminovos vendidos acima da tabela Fipe
+ Leilão com 146 veículos desta terça tem Honda City e Harley-Davidson
+ Saiba quais são as 10 motos mais roubadas em SP e os locais com mais ocorrências





Fonte: Motor Show