Avaliação: Honda Accord híbrido é vitrine de tecnologia

0
20


Novo Honda Accord Híbrido 2021 Foto Marcos Brasil/Honda

Com sistema que combina três motores, sedã grande pode ultrapassar os 20 km/l de consumo em uso real

Alguns fabricantes apostam na importação de modelos de baixo volume para que sejam a vitrine tecnológica da marca. É o caso do Accord, que estreou a décima geração em 2018 no Brasil e foi o primeiro modelo da Honda a trazer o pacote Sensing de recursos de condução semiautônoma. Três anos depois, o sedã ganha retoques no estilo e inaugura o processo de eletrificação local da marca com a adoção de motorização híbrida. Além do novo Accord híbrido 2021, a Honda promete mais dois carros “verdes” até 2023.

A nova configuração do sedã grande da Honda tem preço sugerido de R$ 299.900 no Brasil. No visual, o Accord 2021 recebeu nova grade inferior, com três frisos cromados horizontais, além de inédito para-choque com nichos redesenhados para os faróis de neblina. Na traseira, o novo para-choque passa a esconder a saída de escapamento, para transmitir a mensagem de preocupação com o meio ambiente.

As rodas, que eram de 18”, agora são de 17” (com pneus 225/50R17) e têm visual que privilegia o menor arrasto aerodinâmico. Por fim, a identificação do sistema híbrido aparece no emblema e:HEV na traseira e nos emblemas da Honda com aro na cor azul.

Na cabine, as novidades do Accord 2021 incluem espelhamento sem a necessidade de uso de fios para Android Auto e Apple CarPlay, carregador de celular por indução com 15 watts de potência, 2 portas USB para o banco traseiro e sistema de alerta individual para uso dos cintos traseiros. O sedã também adota novos grafismos do sistema híbrido para a tela digital no quadro de instrumentos. Além dos recursos do Honda Sensing (como frenagem autônoma e controle de cruzeiro adaptativo), o sedã traz bancos dianteiros com ventilação e ajustes elétricos, ar-condicionado digital de 2 zonas, 8 airbags, head-up display e faróis full LED, entre outros.

Accord híbrido brilha no consumo

Maior novidade do novo Accord, o conjunto híbrido troca o motor 2.0 turbo oferecido até então (com 252 cv e 37,7 kgfm) por um sistema que combina três motores. Um deles é um 2.0 aspirado, de ciclo Atkinson, que produz 145 cv de potência e 17,8 kgfm de torque. A principal função deste motor é fornecer energia (em conjunto com um motor elétrico gerador) ao motor elétrico de tração, que produz 184 cv e 32,1 kgfm.

O Accord híbrido traz três estratégias de operação (EV Drive, Hybrid Drive e Engine Drive), onde, na maior parte do tempo, toda a força transmitida às rodas é enviada pelo motor elétrico. No modo Engine Drive, acionado principalmente em velocidade de cruzeiro, um sistema de embreagem faz uma conexão direta do motor a combustão com as rodas. Desta forma, o motor 2.0 trabalha com melhor eficiência energética. No modo híbrido, o câmbio é automático do tipo e-CVT e possui quatro níveis de intensidade para a regeneração de energia.

A Honda afirma que a combinação de forças entre os dois motores de tração é feita somente em “momentos de transição e de extrema necessidade”. Até por isso a marca não divulga localmente a potência combinada do conjunto – nos Estados Unidos, o dado anunciado é de 215 cv. Nos momentos em que o motor à combustão é ligado diretamente às rodas, não há geração direta de energia para o motor gerador. Com bateria de 1,2 kWh de capacidade, a autonomia em modo 100% elétrico (EV) é baixa, como nos híbridos da rival Toyota (Corolla e Corolla Cross).

Na prática, o novo Accord híbrido mantém o rodar confortável ao volante, com direção leve e com respostas compatíveis com os 4.904 mm de comprimento do modelo. A suspensão traz ajuste que também privilegia o rodar suave, característica reforçada pela adoção de pneus de perfil ligeiramente mais alto. A melhor parte da experiência do Accord híbrido é a ausência de ruído do motor a combustão quando apenas o motor elétrico está em funcionamento.

Apesar da potência reduzida em relação ao antigo 2.0 turbo, o Accord híbrido mostra disposição em acelerações em retomadas, mesmo quando apenas o motor de 184 cv está em uso. No modo Sport, entretanto, a marca apostou na mesma solução do Civic Si 2020, com a reprodução do som do motor a combustão por meio dos alto-falantes. Por padrão, a marca não divulga dados de aceleração e/ou velocidade máxima no Brasil.

Principal atrativo do Accord eletrificado está no consumo, com média de 17,6 km/l na cidade e 17,1 km/l, na estrada, pelo padrão do Inmetro. Em nosso percurso rápido de avaliação, de 100 km de rodagem em trecho predominantemente rodoviário, registramos médias entre 18,8 km/l e 20,3 km/l com modo Econ ativado (que, entre outras estratégias, reduz a potência do ar-condicionado).

O Accord 2021 segue exatamente o plano da Honda de apresentar o potencial da tecnologia híbrida aos clientes da marca no Brasil. Com preço na faixa dos R$ 300 mil, entretanto, o modelo continuará a ser figura rara em nossas ruas. A popularização dos Honda “verdes” com logotipos azuis por aqui deverá começar em 2022, com o lançamento da nova geração do HR-V, que também irá apostar no conceito híbrido e:HEV.

Ficha técnica – Accord híbrido 2021

• DADOS DE FÁBRICA
Honda Accord híbrido 2021
Motor a combustão Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha
Cilindrada 1.998 cm³
Potência 145 cv a 6.000 rpm (gas.)/ 184 cv (elétrico)
Torque 17,8 kgfm a 3.500 rpm (gas.)/ 32,1 kgfm (elétrico)
Câmbio Automático do tipo e-CVT
Suspensão (dianteira / traseira) Indep. McPherson/Indep. Multibraço
Pneus e rodas 225/50R17
Freios (dianteira / traseira) Disco ventilado/Disco
Peso (kg) 1.555
Comprimento (mm) 4.904
Largura (mm) 1.862
Altura (mm) 1.460
Entre-eixos (mm) 2.830
Volume do porta-malas (litros) 574
Tanque de combustível (litros) 48,5
Preço básico R$ 299.900
• CONSUMO
Honda Accord híbrido 2021
Consumo Inmetro
Cidade (G) 17,6 km/l
Rodovia (G) 17,1 km/l
Média PECO

(55% cidade/45% rodovia)

17,4 km/l
Autonomia  844 km

*atualizada às 11h30 com a inclusão da ficha técnica

Fotos: Marcos Brasil/Honda – Especial para Revista CARRO



Fonte: Revista Carro