[Avaliação] Chevrolet Tracker 1.2 é a melhor da linha 2022  – Notícias

0
25

[Avaliação] Chevrolet Tracker 1.2 é a melhor da linha 2022  – NotíciasA Chevrolet Tracker chegou em meio à pandemia e vem apresentando bons números de vendas.  De janeiro a abril deste ano a GM emplacou 21.422 unidades do SUV, o que torna o segundo veiculo mais vendido de sua categoria, atrás apenas do Jeep Renegade com 25.745 unidades comercializadas no mesmo período. O R7 Autos Carros avaliou o Tracker Premier equipado com motor 1.2 turbo de 133cv e mais equipamentos de segurança e conectividade.

TRACKER 2022 em detalhes: E ELA JÁ CUSTA R$ 134 mil : o que mudou? Ainda vale a pena?

No visual, nada mudou tanto por dentro, quanto por fora, porém o que vale ser destacado é o bom nível de equipamentos. De série, o SUV chega equipado com seis airbags, controle de tração e estabilidade, start stop e câmera de ré. Na versão testada há interior com bancos em couro (azul e cinza no veículo avaliado), assistente de estacionamento, carregador de celular por indução no console, sensores de estacionamento dianteiro, traseiro e lateral, ar-condicionado digital, sistema de monitoramento de pontos cegos e alerta de pontos cegos com frenagem autônoma de emergência e assistente de permanência em faixa.

Na linha atualizada ela ganhou conexão sem fio para smartphone com Apple CarPlay e Android Auto, que somando a internet Wi-Fi que permite até sete dispositivos conectados, torna o equipamento um dos mais modernos do segmento.

Motor mais forte 

O motor é o mesmo que fez estreia no modelo no ano passado: 1.2 turbo de 133cv e 21,4kgfm com câmbio automático de seis velocidades. Vale lembrar que o motor 1.0 de 116cv também é uma opção para o modelo Premier como o avaliado mas a diferença entre os dois fica notável na prática.

Na cidade a Tracker é bem disposta, leve e o trabalho do câmbio é imperceptível e tem bom aproveitamento da força em baixas rotações com mínimo ruído. Ultrapassagens são tarefas fáceis para o SUV, dentro da cidade e nas estradas o carro apresenta bom trabalho na suspensão que trabalha para o conforto.

Aliás, no percurso urbano, a Chevrolet Tracker atinge tranquilamente 10km/l de média quando abastecida com gasolina. Em uma viagem feita pela via Castelo Branco, entre São Paulo e Sorocaba, a média ficou em 13km/l sempre com ar condicionado ligado e veículo carregado.

Preço subiu 

O Chevrolet Tracker na versão Premier equipado com motor 1.2 turbo tem preços a partir de R$ 134.030. O líder do segmento Jeep Renegade, em sua versão topo de linha tem preços a partir de R$ 129.490.

Tendo em vista que na época de seu lançamento, o Tracker na mesma versão tinha preço de R$ 112 mil, a escalada de preço que reflete a alta do dólar, se refletiu diretamente no preço cobrado. No entanto vale o alerta; a versão 1.0 é encontrada por R$ 128 mil nas lojas e vale a pena pagar um pouco mais por um carro mais potente.

Problemas futuros

A GM anunciou na última semana que irá paralisar a produção dos modelos Tracker e Spin na planta de São Caetano do Sul, na grande São Paulo. Além da falta de semicondutores no mercado (que impactam componentes elétricos), a montadora vai aproveitar paralisação para preparar a linha de produção para sua nova picape que ficará no lugar da Chevrolet Montana, que teve sua descontinuação anunciada este mês.

A paralisação já foi iniciada e deverá perdurar até o início de agosto. Com isso, é esperada uma queda no número das vendas do SUV e baixa disponibilidade nas concessionária da rede. O mesmo já ocorreu com o Onix que teve produção suspensa pelo mesmo motivo. Como resultado o compacto sumiu das lojas e não figura mais entre os carros mais vendidos do mercado, lugar cedido à Fiat que emplaca o Argo como líder em vendas.

Fonte: R7