Audi RS 3 2022 agora tem 407 cv e uma boca preta

0
19


Os tempos de discrição do Audi RS 3 ficaram no passado. A nova geração do esportivo, oferecido em carroceria hatch e sedã, agora tem visual tão marcante quanto sua performance além dos limites de um A3 normal. Os modelos ainda não têm lançamento agendado para o Brasil, mas devem ser oferecidos em breve.

Usando a versão evoluída da plataforma MQB, a nova geração do Audi RS 3 também recebeu uma melhoria em seu motor cinco cilindros. O 2.5 TFSI turbo de ronco inconfundível subiu para 407 cv, com torque de 51 kgfm. Em relação ao atual RS 3, são 7 cv e 2 kgfm a mais.

A transmissão de dupla embreagem Audi S-Tronic de sete marchas também foi modificada e agora está mais rápida e inteligente. Com tração integral quattro, o Audi RS 3 agora conta com modo RS Torque Rear, basicamente um modo drift. Com ele, o sedã e o hatch são capazes de deslizar a traseira por aí como se tivessem nascido com tração nas rodas de trás.

Audi RS 3 [divulgação]
Audi RS 3 [divulgação]

Esse modo Drift é acionado somente em circuitos por questão de segurança. Para diversão na rua, ele traz as opções Comfort, Dynamic, Efficiency e RS Individual, além do modo Auto. O esportivo ainda traz diferencial traseiro com gerenciamento eletrônico de torque com múltiplas embreagens. Sistema permite controle individual de cada roda.

Além da potência

Para controlar toda essa força, o Audi RS 3 ainda conta com novo sistema de freios ventilados de 375 mm na dianteira e 310 mm na traseira com seis pistões. O conjunto é 10 kg mais leve que o anteriormente usado, além de mais eficiente. Nessa variante, as pinças são pintadas em vermelho ou preto.

Audi RS 3 [divulgação]
Audi RS 3 [divulgação]

Já para quem quer mais performance na hora de parar, a Audi oferece sistema de carbono-cerâmica 20kg mais leve que o conjunto original anterior. Com ele, o diâmetro aumenta para 380 mm na dianteira e há opção de pinças em cinza, vermelho ou azul.

O esportivo ainda conta com nova suspensão com amortecedores e molas recalibradas. Ela é 25 mm mais baixa que a de um A3 normal, enquanto senta 10 mm mais baixo que o S3. Há também barras estabilizadoras mais grossas e firmes. A Audi ainda oferece sistema adaptativo RS Sport com controle eletrônico de absorção de impacto.

Audi RS 3 [divulgação]
Audi RS 3 [divulgação]

Boca preta

Um dos maiores destaques visuais da nova geração do Audi RS 3 está na dianteira. A grade preta com parte do para-choque pintado na mesma cor fez com que o estilo ficasse ainda mais esportivo. É uma abordagem bem diferente do modelo anterior, que chegava a ser bem discreto.

Os faróis com LED Matrix ganharam uma nova disposição de luzes, com a parte inferior simulando uma bandeira de corrida, mas também mostra as letras R e S, além do número 3. Logotipos da Audi recebem pintura preta, tal qual as rodas de liga-leve de 17 polegadas calçadas em pneus Pirelli P Zero Trofeo R. Elas ganham ainda mais destaque graças aos para-lamas alargados.

Audi RS 3 [divulgação]
Audi RS 3 [divulgação]

Por dentro ele recebe volante com base reta e revestimento de Alcântara com marcador central em vermelho. O tom é repetido em detalhes internos, mas que pode ser substituído por um verde forte, caso o cliente assim prefira.

>>Inundação destrói mais de R$ 10 milhões em carros da Audi

>>Audi Q5 e Q5 Sportback tem coesão e coerência | Impressões

>>Audi RS e-tron GT é um elétrico que ronca como esportivo | Impressões



Fonte: Revista Carro