Abtrans inaugura nova modalidade de curso, agora para bike elétrica – MinutoMotor

0
25


Abtrans ministra o primeiro curso para entregadores de bike / Abtrans
Abtrans ministra o primeiro curso para entregadores de bike / Abtrans

Basta olhar em volta para perceber que a bicicleta elétrica veio para se estabelecer como importante modal de transporte urbano individual. Prática, ágil, versátil, as vantagens deste veículo vão desde a comodidade de não exigir documentação nem habilitação, mas passa também pela ausência de multas! Mas isso não significa que os usuários de bike elétrica podem fazer o que bem entendem. Como qualquer meio de transporte exige regras e foco na segurança.

Conhecer o veículo é fundamental para uma boa prestação de serviço /MM
Conhecer o veículo é fundamental para uma boa prestação de serviço /MM

Foi por isso que a Stone Pagamentos, empresa de gerenciamento de máquinas de cartão de crédito, com sede no Rio de Janeiro, decidiu investir em uma experiência com bikes elétricas. A exemplo do que já tinha praticado quando criou a frota de motociclistas, a empresa carioca procurou a paulistana ABTRANS – Academia Brasileira de Trânsito – para ministrar um curso de condução segura para seus cliclistas.

O comportamento dinâmico da bike elétrica é diferente de uma moto / Abtrans
O comportamento dinâmico da bike elétrica é diferente de uma moto / Abtrans

O curso foi realizado em apenas um dia, no Shopping D, zona Norte de São Paulo, inicialmente com seis ciclistas. Não foram ministradas apenas técnicas de condução segura, mas também foram abordados temas como cidadania e educação de trânsito.

Aula teórica sobre segurança e uso correto de equipamentos / Abtrans
Aula teórica sobre segurança e uso correto de equipamentos / Abtrans

Segundo Tite Simões, instrutor e um dos fundadores da Abtrans, “o usuário de bicicleta precisa saber que não pode agir como se não existissem leis para as bikes. Tem regras bem claras e – mais importante – exige uma postura de respeito aos outros atores do trânsito: motoristas, motociclistas e pedestres”.

Ações como descer da bike para rodar na calçada, respeitar faixa de pedestre e, acima de tudo, obedecer a mão correta de direção são algumas das dicas para conduzir a bicicleta – com ou sem auxílio elétrico – com segurança e educação.

A bike elétrica pode ser ágil e eficiente nos grandes centros / MM
A bike elétrica pode ser ágil e eficiente nos grandes centros / MM

– Durante muitos anos ensinaram errado – esclarece Ronaldo Guimarães, instrutor e sócio da ABTRANS –, falavam que era para rodar no sentido contrário dos carros para poder ver melhor. Mas isso não se aplica mais, o correto é sim rodar no sentido do trânsito e, para saber o que vem atrás tem o espelho retrovisor, item indispensável nas bikes. Durante a aula os alunos tiveram contato também com os equipamentos de segurança, como capacete, malha com proteções, calça reforçada e calçado resistente, tudo desenvolvido pela HLX.

Curso de pilotagem é sinônimo redução de acidentes /Abtrans
Curso de pilotagem é sinônimo redução de acidentes /Abtrans

A tendência é que outras empresas passem a adotar a bike elétrica como ferramenta de atendimento, principalmente em regiões de comércio, pela facilidade de estacionar na calçada e efetiva redução de custos. A média horária de um automóvel em São Paulo, durante o horário comercial, é de cerca de 18 km/h nestas regiões centrais. De bike elétrica consegue fazer média de 22 km/h sem colocar o ciclista em risco e ainda com um custo por km bem menor. Hora do empresariado refletir.

SERVIÇO
O curso ABTRANS é realizado semanalmente no Shopping D, Av. Cruzeiro do Sul, 1100 – Canindé, São Paulo (SP). Informações: [email protected] ou [email protected]



Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui