30 anos do tri de Senna: veja 5 vitórias marcantes de 1991

0
6


Foto: Divulgação F1

Neste dia 20 de outubro é comemorado os 30 anos do tricampeonato de Ayrton Senna na Fórmula 1.

Por isso, relembre cinco das principais corridas do piloto brasileiro na temporada de 1991. As informações foram divulgadas pelo site ayrtonsenna.com.br.

+ Estrela lança autorama do Senna com carros da Lotus e McLaren
+ Ayrton Senna ganha exposição em São Paulo

1- GP dos Estados Unidos

A abertura da temporada em Phoenix traria mais uma disputa entre Ayrton Senna e Alain Prost. Esse seria o primeiro duelo entre o piloto da McLaren e o da Ferrari após o toque no Japão na penúltima etapa de 1990, que decidiu o título a favor de Senna.

Nos Estados Unidos, Senna comandou todo o final de semana desde o treino classificatório, onde foi 1s1 mais rápido que o francês.

Na corrida, Senna liderou de ponta a ponta as 81 voltas da prova. Prost terminou em segundo, 16 segundos atrás da McLaren.

2- GP do Brasil

Na segunda corrida da temporada, o GP do Brasil de 1991, Ayrton fez a pole e liderou a corrida de ponta a ponta em Interlagos.

Nas voltas finais, ainda precisou pilotar somente com a sexta marcha, já que a McLaren apresentava sérios problemas de câmbio na parte final da corrida.

3- GP de Mônaco

Em Mônaco, na quarta corrida da temporada, Senna fez seu melhor início de ano na F1 com a quarta vitória consecutiva.

O treino classificatório ficou marcado por mais uma pole de Senna e pelo segundo lugar no grid de Stefano Modena, da Tyrrell. Na corrida, o brasileiro foi consistente e venceu de ponta a ponta com a McLaren.

Foi a 30ª vitória de Senna na F1, a terceira consecutiva dele em Mônaco (89, 90 e 91) e a quarta de sua carreira no Principado (incluindo o triunfo de 87).

Foto: Divulgação

4- GP da Bélgica

Mesmo com uma boa vantagem no campeonato, a McLaren de Ayrton Senna já não apresentava o excepcional rendimento do início do ano e o brasileiro convivia com problemas de rendimento em algumas corridas.

Uma dessas provas foi em Spa-Francorchamps, onde Senna cravou mais uma pole position e liderava até fazer o primeiro pit stop.

Após uma troca demorada da equipe, o brasileiro precisou recuperar posições e foi aí que percebeu um problema de câmbio, onde as marchas saltavam sem o seu comando.

Sem ritmo para buscar a vitória, o brasileiro contou com os abandonos da Williams de Nigel Mansell e da Ferrari de Jean Alesi para poder vencer e conquistar a última de suas cinco vitórias em Spa (85, 88, 89, 90 e 91).

5- GP do Japão

O terceiro título mundial de Senna viria em Suzuka, na penúltima etapa da temporada. Liderando o campeonato com 85 pontos contra 69 de Mansell, o brasileiro precisava apenas impedir a vitória do britânico para chegar ao título.

No sábado, Berger fez a pole com a McLaren e Senna foi o segundo e Mansell era o terceiro com a Williams. Na corrida, Berger pulou na frente e Ayrton adotou a estratégia de segurar o “Leão” para induzir o rival a um erro. E foi justamente o que aconteceu: Mansell errou a tomada da primeira curva em Suzuka e ficou na caixa de brita.

Senna era tricampeão e ainda buscaria Berger na corrida em um desempenho impecável das McLaren. No final, Ayrton ainda deixou a vitória para o austríaco na dobradinha do tri.

Números de Senna em 1991:





Fonte: Motor Show