Carrasco! Guaraní-PAR segura a pressão e elimina de novo o Corinthians em Itaquera

13

De novo. O Corinthians venceu o Guaraní-PAR por 2 a 1, jogando na Arena em Itaquera, na noite desta quarta-feira (12), mas foi eliminado na segunda fase da Libertadores pelo gol que sofreu em casa. Os paraguaios eliminam o Alvinegro pela segunda vez na história. Essa também é a segunda vez que o time paulista é eliminado na pré-Libertadores.

Com emoção. Foi assim os 45 minutos iniciais na Arena em Itaquera. O Timão começou pressionando bem e abriu logo o marcador aos oito minutos. Luan fez grande jogada individual na entrada da área e chapou com o pé esquerdo. 1 a 0 para o Corinthians

Mas os comandados de Tiago Nunes precisavam de mais. O placar até então levava a decisão para os pênaltis. Aos 20 minutos, veio o primeiro susto. Cássio espalmou uma bola para dentro da área. Redes chegou quase dentro da pequena área, sem goleiro, só para estufar as redes, mas finalizou par fora. Aos 28, o segundo susto. Pedrinho tentou uma bicicleta de fora da área, mas acertou o rosto do adversário. O camisa 10 levou o segundo cartão amarelo e foi expulso.

O desespero corintiano durou pouco. Aos 31 minutos, Vagner Love fez grande jogada individual dentro da área e cruzou para trás. Boselli se movimentou bem, ganhou do marcador e finalizou para fazer o segundo do Timão. O 2 a 0 se arrastou até o fim do primeiro tempo, dando a vantagem da classificação para os corintianos.

Com um a mais, os paraguaios resolveram pressionar nos minutos iniciais e foram premiados. Gil fez uma falta muito perigosa, a poucos centímetros da linha da grande área. Na cobrança, Fernando Fernández acertou um chutaço e fez o primeiro do Guaraní-PAR. No 2 x 1, pelo gol fora da casa, vai dando os visitantes.

Se tem lá, tem cá. O Corinthians teve uma grande chance de falta nos pés de Luan. O camisa 7 cobrou bem e a bola passou raspando a trave, deixando o grito de gol entalado na garganta do torcedor corintiano. Tiago Nunes resolveu tentar mudar o estilo de jogo e tirou Vagner Love para a entrada de Gustagol, aos 20 minutos. A aposta agora era na bola aérea.

E do alto veio a grande chance do Corinthians. Depois de escanteio cobrado, Pedro Henrique deu uma casquinha e a bola sobrou para Boselli dentro da pequena área. O argentino tentou dominar, mas ela escapou um pouquinho e a zaga conseguiu afastar. Aos 40 minutos, o Guaraní-PAR também teve seu jogador expulso. Janderson puxou contra-ataque e sofreu falta de Romaña. O zagueiro recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Mesmo com um a mais, o Corinthians não conseguiu fazer o gol que precisava e foi eliminado da Libertadores.

Ficha técnica Corinthians x Guaraní-PAR

Corinthians

Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley (Piton); Camacho (Janderson), Cantillo, Luan e Pedrinho; Vagner Love (Gustagol) e Boselli

Técnico: Tiago Nunes

Cartão amarelo: Gil, Camacho, Sidcley e Pedrinho

Cartão vermelho: Pedrinho

Guaraní-PAR

Servio; Iván Ramirez, Rolando Garcia (Maná), Romaña, Baéz e Guillermo Benítez; Morel, Florentín (Bobadilla) e Ángel Benítez; Redes e Fernando Fernández (Edgar Benítez)

Técnico: Gustavo Costas

Cartão amarelo: Baéz, Romaña, Ángel Benítez

Cartão vermelho: Romaña

Pagantes: 40.327

Renda: R$ 2.225.657,34


Fonte: Jovem Pan