Bandidos trancam clientes e funcionários durante roubo à loja de conveniência em Maricá

105
Quatro homens armados renderam e assaltaram uma loja de conveniência localizada em um centro comercial, no distrito de Inoã, em Maricá. O crime aconteceu na noite desta terça-feira (14/01). Segundo os funcionários, a loja já estava fechando quando os criminosos chegaram e anunciaram o assalto. Eles contaram em depoimento que os homens trancaram todos os funcionários e clientes que ainda estavam no local em uma sala no interior do estabelecimento. “A gente se sente inseguro, principalmente quem trabalha em lojas no andar de cima do prédio. Qualquer um entra e qualquer um sai, ninguém tem o controle. A gente não tem segurança pra trabalhar”, comentou Gabriel Souza, gerente de um restaurante do prédio comercial.
De acordo com a polícia, os homens levaram celulares e eletrônicos da loja e fugiram em um carro pela Rodovia Amaral Peixoto, a RJ-106. Até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido preso. A polícia militar afirmou ainda que o patrulhamento no bairro Inoã é realizado por policiais militares do 12º BPM (Niterói) e conta com o reforço de equipes do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis). Em nota, eles disseram que o policiamento na região é realizado diuturnamente e empregado com base nas análises das manchas criminais e através de informações colhidas pelo Setor de Inteligência da unidade.
Em setembro de 2019, quatro caixas eletrônicos foram explodidos e um restaurante que foi invadido no mesmo centro comercial, em Inoã. Segundo a polícia, os criminosos conseguiram entrar no shopping através de um buraco no muro. Ninguém foi preso por este crime até a publicação desta reportagem. Dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) demonstram que houve redução de aproximadamente 39% nos casos de roubos a estabelecimentos em Maricá entre janeiro e novembro de 2019, comparado ao mesmo período de 2018. O comando do batalhão ressaltou a importância da colaboração dos moradores no combate à criminalidade e disponibiliza o telefone (21) 97253-0213 para denúncias.
(Fonte: Portal G1)