Ata do Fed mostra taxas em suspenso, sem clareza sobre novas mudanças

107



Na reunião de outubro, o BC dos EUA decidiu cortar a taxa básica de juros no país pela segunda vez no ano. Jerome Powell, chefe do Federal Reserve, em foto de 31 de julho de 2019
Sarah Silbiger/Reuters
Um Federal Reserve (Fed) crescentemente dividido que decidiu dar uma pausa em seu ciclo de afrouxamento monetário após cortar a taxa de juros em outubro deu poucas indicações sobre o que pode levar os formuladores de política a mudar de opinião sobre as perspectivas, mostrou a ata da última reunião divulgada nesta quarta-feira (20).
O texto sobre a última discussão sobre a política monetária dos Estados Unidos, em 29 e 30 de outubro, quando o Fed votou por 8 a 2 para reduzir a taxa de juros em 0,25 ponto percentual, também mostrou que as autoridades discutiram mais a possibilidade de estabelecer um mecanismo permanente de compromissadas após distúrbios recentes nos mercados de moeda de curto prazo.
“A maioria dos participantes avaliou que a posição da política, após uma redução de 25 pontos básicos nesta reunião, seria bem calibrada para sustentar a perspectiva de crescimento moderado, um mercado de trabalho forte e inflação próxima à meta do comitê de 2%”, afirmou o Fed na ata.
Após a reunião, o chefe do Fed, Jerome Powell, sinalizou que o Fed estava em modo de espera e que isso só mudará se houver uma “uma reavaliação material de nossas perspectivas”.


Fonte: G1