Amadorismo na campanha de vacinação: agora, até sábado, só se vacina acima de 80 anos

32

De que adianta gastar tanto dinheiro pagando centenas de “técnicos e especialistas”, no Ministério da Saúde e nos Governos Estaduais, se o óbvio esse monte de gente – com seus diplomas de mestrado e doutorado – não têm capacidade de entender? Ou seja: que precisamos preservar a saúde das pessoas mais idosas, maiores de 60 anos, que é o principal grupo de risco dentro da epidemia do novo coronavírus (Covid-19). As “mentes brilhantes” ministeriais e governamentais anteciparam a campanha de vacinação do H1N1, achando que iriam ajudar a monitorar os casos do coronavírus. E o resultado foi aglomeração de idosos nos postos de saúde, revolva e exposição das pessoas à contaminação.

Pra piorar, a logística de distribuição das vacinas foi mal feita, como sempre. Isso porque eles têm o ano inteiro para programar. As vacinas chegaram, não duraram nem um dia e agora só nessa quarta-feira (25/03) O Governo do Estado está enviando novas remessas, que devem estar disponíveis para a população, em boa parte dos municípios, apenas na quinta-feira (26/03). Assim, os ilustres diplomados do Ministério da Saúde e do Governo do Estado, aliados a um bando de políticos sem noção, resolveram que o melhor é escalonar a vacinação por faixa etária, o que obviamente deveria ter sido pensado desde o início. Mas pensar não parece ser o ponto forte dessa turma. Até um aluno do primeiro período do curso de jornalismo sabe disso.

No novo calendário anunciado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, e válido para todos os municípios, a partir dessa quarta-feira (25/03) – obviamente onde ainda tiver vacina – e até o sábado (28/03) a imunização será feita EXCLUSIVAMENTE para idosos na faixa dos 80 anos de idade ou mais. O Governo orientou as pessoas que busquem se informar porque nem todos os postos de vacinação dos municípios irão funcionar no sábado. A partir da segunda-feira, dia 30 de março e até o dia 3 de abril (sexta-feira) a vacina é para quem está na faixa dos 70 aos 79 anos.

De 6 a 14 de abril, a vacinação será para quem está na faixa etária dos 60 aos 69 anos de idade e, finalmente, a partir de 15 de abril disponível a todas as pessoas que ainda não se vacinaram, e que tenham 60 anos ou mais. Obviamente que a falta de organização, planejamento e bom senso dos técnicos que organizaram a campanha de vacinação, em níveis Federal e Estadual, não vai impedir que pessoas de algumas faixas etárias tentem se vacinar em datas exclusivas para pessoas de outras. O que se pede então nesse caso é a compreensão da população para que siga o novo calendário, já que os “técnicos” do governo não foram capazes de compreenderem a gravidade da pandemia do coronavírus que estamos vivendo. E é bom lembrar que essa vacina NÃO IMUNIZA contra o Covid-19.

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: divulgação